Aguarde um momento...

Bursite e Lesão de Manguito Rotador

23 de abril de 2019
bursite.jpg

O que é Bursite?
Bursite é o nome dado à inflamação da bursa. A bursa (que em latim quer dizer bolsa) é um tecido responsável por diminuir o atrito entre um tendão e uma estrutura óssea.

O que é o manguito rotador?
Manguito Rotador é o nome dado a um conjunto de quatro músculos, responsáveis por movimentar o ombro.
Os músculos componentes do manguito são: o infraespinhal, o supraespinhal, o redondo menor e o subescapular.

 

Quais são as causas da bursite e da lesão do manguito rotador no ombro?
A bursite se forma quando há uma diminuição do espaço entre o tendão do músculo supraespinhal e uma estrutura óssea, situada acima do manguito, que se chama acrômio. O acrômio pode desenvolver, com o passar dos anos, uma ossificação da sua parte inferior que chamamos de osteófito subacromial ou esporão subacromial. O esporão é o responsável pela diminuição do espaço e pelo atrito na bursa, inflamando-a e causando dor a movimentação do ombro. Tal quadro é chamado de Síndrome do Impacto no ombro. Caso haja intensificação do atrito, haverá piora dos sintomas, evoluindo para uma inflamação do tendão (tendinite) e até mesmo ruptura parcial ou total de suas fibras (lesão do manguito rotador).

A lesão do manguito rotador também pode ser de natureza traumática no caso de acidentes, quedas e esforços físicos extremos.

 

Quais são os sintomas?

Normalmente o paciente com bursite e tendinite sente uma dor incomoda no ombro, maior no final do dia, parecida com uma queimação irradiada para o braço, o pescoço e até mesmo as costas. Há piora quando se levanta o braço e a
noite, na hora de dormir.
O paciente com lesão do manguito rotador, além dos sintomas citados acima, apresenta perda de força e dor para levantar o braço acima da linha do ombro.

 

Como fazer o diagnóstico?
O diagnóstico, inicialmente é clínico, sendo feito pela descrição dos sintomas e o exame físico do paciente. Seu médico pode pedir exames complementares tais como uma radiografia, um ultrassom ou uma ressonância magnética do ombro.

Qual o tratamento?
Há dois tipos de tratamento.
Tratamento Conservador: consiste na analgesia com o uso de antiinflamatórios e fisioterapia para redução da inflamação e fortalecimento muscular. Normalmente utilizado nos casos de bursite e tendinite dos músculos do ombro.
Para os casos de lesão do manguito rotador está indicado o Tratamento Cirúrgico, que consiste na realização de uma artroscopia no ombro.

O que é Artroscopia?
O termo artroscopia significa olhar dentro de uma articulação (Arthro = articulação e scopia = olhar).
No inicio, as cirurgias artroscópicas eram realizadas com o auxilio de uma lupa ou canula que possibilitavam o cirurgião ver dentro da articulação em questão. Com o passar dos anos foram desenvolvidas microcameras que conectadas ao artroscópio exibem as imagens intraarticulares em telas de monitores. Para maiores informações veja o folheto de artroscopia.

Artroscopio utilizado. Note que tem a espessura de uma caneta esferográfica

Artroscopia de Ombro
Indicada principalmente nos casos de ruptura parcial ou total dos tendões dos músculos supraespinhal, infraespinhal e subescapular. É realizada com o auxilio de microcâmeras e instrumentos especiais para o reparo destas lesões.

Passos da cirurgia

Posicionamento
O paciente é posicionado para que seja realizada a cirurgia do ombro.

Portais de artroscopia
São realizadas pequenas incisões de cerca de 0,5cm no ombro, que serão denominadas portais. O portais são as vias pelas quais serão introduzidos os instrumentos para que seja realizada a cirurgia.

Inspeção
Com a utilização da câmera e dos instrumentos, é realizada uma inspeção de todas as estruturas intraarticulares e extra articulares do ombro para que seja confirmado o diagnóstico e se excluam quaisquer outros problemas não diagnosticados pelos exames de imagem previamente realizados.

Descompressão Subacromial e Bursectomia
O segundo passo realizado será a retirada de toda bursa inflamada (bursite) e a retirada do esporão subacromial, calcificação que causa lesão ou ruptura tendínea.

Reparo da Lesão tendínea
Após a retirada da causa do problema (osteófito subacromial) temos que tratar a conseqüência, ou seja, devemos tratar da ruptura tendínea. Para que seja realizada a sutura do tendão utilizamos uma espécie de parafuso (âncora) que servirá de base para a reinserção do tendão na superfície óssea da qual nunca deveria ter saído.

A âncora pode ser feita de titânio ou de material bioabsorvível. Será introduzida dentro do osso e não será sentida pelo paciente no pós-operatório.
Não há necessidade de retirá-la, pois a mesma não interage com o corpo.

Sutura dos portais
Após o término dos procedimentos os portais utilizados são suturados e feitos os curativos.

Imobilização
O paciente é imobilizado, com uma tipóia modelo Velpeau, para proteger a sutura realizada dos movimentos involuntários do ombro, quando estiver acordado.

 

Retorno médico
O paciente receberá alta hospitalar no dia seguinte e deverá retornar com seu médico em 1 semana para reavaliação e a retirada dos pontos..

A Movité é uma clínica especializada em Ortopedia e Medicina Esportiva, que atua com foco na qualidade de vida e na saúde integral de seus pacientes de forma individualizada e personalizada.

Contato

  • contato@movite.com.br
  • Whatsapp: (11) 94503-5124
  • Tel. Fixo 1: (11) 3256-1521
  • Tel. Fixo 2: (11) 3257-1104

Copyright Movite. Todos os direitos reservados. | Responsável Técnico: Dr. Gustavo Rocha Santos – CRM/SP: 100.554