Aguarde um momento...

Bursite da Pata de Ganso

21 de maio de 2013
Bursite-na-Pata-de-gansoshutterstock_749160400-min-1200x800.jpg

INTRODUÇÃO

A bursite da pata-de-ganso (BPG) ocorre quando a constante fricção da bursa causa inflamação. A Bursa é uma pequena bolsa, a qual protege os tendões do atrito com o osso ou entre dois ou mais tendões. Esse atrito causa inflamação e dor aos movimentos.

 

ANATOMIA

A bursa da pata-de-ganso é uma pequena bolsa que fica entre a tíbia e os tendões Sartório, Grácil e Semitendíneo.  Tais músculos fazem parte de um conjunto muscular que chamamos Flexores do Joelho.

Tais músculos, quando se juntam na sua inserção na face medial (parte mais próxima ao outro joelho) da tíbia, têm seu formato semelhante a uma pata-de-ganso, por isso sua denominação. Estes músculos têm ação de flexão do joelho, adução e rotação dos quadris. A bursa da pata-de-ganso oferece proteção e lubrificação para a movimentação entre os referidos tendões e o ligamento colateral medial, que se localiza abaixo dos mesmos.

 

ANATOMIA

O que esta condição?

A  sobrecarga destes tendões, sobretudo em atletas, principalmente em corredores, pode causar a BPG. Treinos inadequados,  aumentos  repentinos das distancias, subidas podem contribuir para esta condição.

A BPG pode ser causada por trauma nesta área. A contusão na parte interna do joelho pode aumentar a quantidade de liquido na bursa, a qual se torna inflamada e dolorosa.

Todos aqueles que apresentam osteoartrite nos joelhos tem risco maior para esta patologia. O mal alinhamento dos membros inferiores, como joelho valgo ou pés chatos podem contribuir para esta condição.

 

SINTOMAS

Os pacientes queixam-se de dor e ou edema na parte interna do joelho, aproximadamente 3 a 4 cm abaixo da linha articular do joelho, na área proximal, anterior e medial da tíbia.

Alguns pacientes referem dor na parte mais medial e posterior  do  joelho,  o  que  ocorre quando outras estruturas, como os meniscos,  estão  lesadas.  A  dor pode  piorar  aos  esforços  físicos, subir  escadas.  Em  alguns  casos mais avançados a área inflamada pode   ficar   inchada,   vermelha   e sensível ao toque.

 

DIAGNOSTICO

Como o médico faz o diagnóstico?

A história clínica e o exame físico auxiliam o médico  a diferenciar a BPG de outras causas de dor anterior  no joelho como síndrome patelo-femoral ou artrite. O exame de RX é necessário para se excluir fraturas por stress ou artrite, no entanto não mostra a Bursa inflamada.

A ressonância magnética (RNM) pode ser necessária para avaliar lesões no compartimento medial do joelho e é o exame de escolha para fazer o diagnóstico da doença. O líquido sinovial, o qual se encontra no interior da bursa, deve ser puncionado e analisado se houver suspeita de infecção.

 

TRATAMENTO

Tratamento conservador

 

O objetivo do tratamento na bursite da pata-de-ganso é reduzir o estímulo ao tecido lesionado. O repouso  relativo,  ou  seja,  evitar escadas, ladeiras ou outras atividades irritativas, diminuindo ou interrompendo temporariamente as atividades  que  desencadeiam ou pioram os sintomas. Gelo e anti-inflamatórios são utilizados na fase   inicial. Sendo que as aplicações de gelo devem ser de três a quatro vezes ao dia durante vinte minutos sobre a área lesionada.

Aumentar a flexibilidade do joelho  é  peça  chave  da  prevenção  e tratamento da BPG, deve-se alongar a musculatura da parte posterior da coxa e do joelho por pelo menos 20 minutos, duas  vezes  ao  dia.  Alguns  pacientes necessitarão   um   numero   maior   de repetições  do  alongamento  para  um efeito satisfatório. Não alongar além do ponto onde ocorre dor ou desconforto, não   ser   intempestivo   ao   realizar   o posicionamento  para  alongar,  respirar profundamente são medidas que auxiliam  na  realização  de  um  bom alongamento.

O fortalecimento da musculatura da coxa, em especial o quadríceps (músculo da parte anterior da coxa) também é importante, pois ele estende o joelho  e  auxilia  no  equilíbrio  muscular  desta  articulação.  Os  exercícios  de cadeia fechada são realizados por seis a oito semanas no fortalecimento da coxa, sendo prescritos por um fisioterapeuta.

O fisioterapeuta será fundamental no tratamento da bursite, pois poderá utilizar meios físicos para a redução da dor, do inchaço e da inflamação, tais como ultrassom, ondas curtas, ou ondas de choque além de orientar a série de exercícios de alongamento que você deverá fazer.

Se estas medidas não forem efetivas, infiltração com anestésico local e corticosteroides pode ser necessária.

 

Tratamento Cirúrgico 

A cirurgia para o tratamento da BPG é raramente indicada, somente sendo efetuada nos casos de infecção bacteriana e nos casos em que se esgotaram todas as opções de tratamento conservador.

 

REABILITAÇÃO

A bursite da pata-de-ganso é considerada uma patologia autolimitada, ou  seja,  tem  resolução  independentemente  de  tratamento  médico  após determinado  período  de  tempo.  Atletas  devem  manter  regularmente  um programa de alongamento muscular e fortalecimento da musculatura.   Estes devem  retornar  a  prática  esportiva  apenas  quando  os  sintomas  tiverem desaparecidos ou não sejam agravados pela atividade física.

Protetores  devem  ser  utilizados  em  esportes  de  contato,  durante  o processo de reabilitação, sendo que o nível e a duração da  atividade são aumentados gradualmente conforme a tolerância do paciente. Se os sintomas não retornarem, os atletas podem retornar gradualmente ao nível pré-lesão de atividade.

A Movité é uma clínica especializada em Ortopedia e Medicina Esportiva, que atua com foco na qualidade de vida e na saúde integral de seus pacientes de forma individualizada e personalizada.

Contato

  • contato@movite.com.br
  • Whatsapp: (11) 94503-5124
  • Tel. Fixo 1: (11) 3256-1521
  • Tel. Fixo 2: (11) 3257-1104

Copyright Movite. Todos os direitos reservados. | Responsável Técnico: Dr. Gustavo Rocha Santos – CRM/SP: 100.554